EMPRESAS DE SERVIÇOS DO CONCELHO DE MORTÁGUA


Para acederem à informação das empresas de Serviços parceiras e recomendadas pelo APILOTOS, consultem o Menu no lado esquerdo do Website, e cliquem no nome da empresa que lhes interessa visualizar.

DIA 1, sexta-feira, 21 de Maio


PE1- 08H08 Lousã - 1 (12.35 km)
PE2- 09H08 - Góis 1 (19.51 km)
PE3- 10H08 - Arganil 1 (18.82 km)
PE4- 12H31 - Lousã 2 (12.35 km)
PE5- 13H31 - Góis 2 (19.51 km)
PE6- 14H31 - Arganil 2 (18.82 km)
PE7-15H58 - Mortágua (18.16 km)
PE8- 19H03 - SSS Lousada (3.36 km)

20 anos depois, Mortágua está de regresso ao Rali de Portugal. Depois de se ter estreado na principal prova dos ralis portugueses no Rali de Portugal 1995, prova ganha por Carlos Sainz, a zona de Mortágua está de regresso ao WRC, mas curiosamente não com os troços que foram utilizados nos primeiros anos, Mortágua, Mortazel ou Vila Pouca (que ficam a norte de Mortágua, junto ao aeródromo, já na Serra do Caramulo), mas sim com uma versão da ‘Aguieira’, que se estreou no Rali de Portugal de 1999, e que teve depois várias versões até 2001, quando o rali saiu do WRC.

Na altura, o troço acompanhava por vários quilómetros a linha de água da barragem, mas nesta versão do Rali de Portugal, isso não vai suceder, ainda que grande parte do que era utilizado no passado faça parte deste troço.
O início é o mesmo ao do passado, mas quando chega perto do Rio Criz, ao invés de seguir a linha de água da barragem vira para Oeste, e entronca na versão antiga em sentido contrário. Depois percorre em sentido inverso o mesmo percurso, e termina muito perto do local onde no passado a especial do Rali de Portugal ‘tocava’ no asfalto da EN234. Passa, como sucedia antes no gancho de Vale de Paredes, na foto, mas em sentido contrário. Este troço, ou partes dele, é muitas vezes utilizado no Rali de Mortágua, prova que se estreou no CPR em 2006, com diversas versões e nomes.