UNIDADES DE RESTAURAÇÃO DO CONCELHO DE COIMBRA

Para acederem à informação das Unidades de Restauração recomendadas pelo Apilotos consultem o Menú no lado esquerdo do site, e cliquem em cima do nome da unidade que lhes interessa visualizar.

Dezoito anos depois da sua última passagem pelo Centro do país, o Rally de Portugal regressa à região, com passagens por Arganil, Lousã e Góis, e partida oficial de Coimbra.

O Rally de Portugal é dos eventos desportivos nacionais que mobiliza mais público e tem maior impacto na economia portuguesa. Estima-se que esta prova movimente mais de um milhão de pessoas, que assistirão ao evento presencialmente, e que gere um retorno financeiro semelhante ao do ano passado, de 138 milhões de euros, segundo um estudo realizado pela Universidade do Algarve, que foi hoje também apresentado. “É útil à cidade e à região, a cada um dos municípios por onde passa directamente, mas também às zonas circunvizinhas, que vão ter o benefício justo deste empreendimento”, salientou Manuel Machado, acrescentando que este é “um grande evento, que consideramos de relevante interesse público municipal”.

A relevância do evento, a importância do seu regresso à Região – pelo retorno económico e pela visibilidade e notoriedade que ele traz – e a ambição de que continue a passar pelo Centro do país nas suas próximas edições foram pontos comuns dos discursos dos presidentes das Câmaras Municipais de Arganil, Lousã e Góis, respetivamente Luis Paulo Costa, Luis Antunes e Lurdes Castanheira. Ideias igualmente focadas pelo presidente da entidade regional Turismo Centro de Portugal. “Nós queremos ter o melhor Rally do mundo, mas queremos tê-lo por vários anos”, realçou Pedro Machado, agradecendo ao ACP pelo regresso do Rally de Portugal ao Centro do país.